14/04/2024

Maueense é condenado a mais de 13 anos de prisão pela justiça

A juíza titular da Comarca do Careiro (distante 102 quilômetros de Manaus), Sabrina Cumba Ferreira, condenou Antônio José de Oliveira Gonçalves a exatos 13 anos e 10 meses de detenção e reclusão, Antônio Preto como é conhecido é irmão do ex-secretário de educação de Maués, Luiz Oliveira Gonçalves que esteve à frente da pasta na gestão do ex-prefeito padre Carlos Góes (2013 a 2016).

Luiz Gonçalves geria a pasta da Educação em Maués quando recursos oriundos do governo federal por meio de precatórios chegaram aos cofres municipais, às cifras ultrapassavam a casa dos R$ 20 milhões e deveriam ter sido aplicados em educação o que não ocorreu, no ultimo dia 8 de junho a juíza federal Jaiza Maria Pinto Fraxe ordenou o bloqueio dos bens do ex-prefeito padre Carlos Goés e da ex-secretária de finanças Maria Graciete dos Santos Itou além de 12 empresas que receberam pagamentos por meio desses recursos.

No início de 2017 a Câmara de Vereadores instaurou uma CPI para apurar indícios de irregularidades no uso dos recursos oriundos de precatórios, em 20 de setembro editou a Resolução Legislativa n° 076 (link: http://www.diariomunicipal.com.br/aam/materia/24504189), a qual imputou os crimes de responsabilidade, corrupção passiva, improbidade administrativa, associação criminosa e formação de quadrilha ao ex-prefeito de Maués padre Carlos Goés, bem como aos secretários da época Maria Graciete dos Santos Itou e Luiz Oliveira Gonçalves, de finanças e educação respectivamente.

Nenhum comentário

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *